29 de jul de 2011

ATEUS TAMBÉM SOFREM INTOLERÂNCIA

Desde o começo deste julho, Porto Alegre se tornou a primeira capital brasileira a exibir outdoors de uma campanha de mídia sobre ateísmo. A iniciativa é da Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos (ATEA) e já havia sido recusada no final do ano passado pelas companhias de ônibus de São Paulo, Salvador, Florianópolis e também de Porto Alegre. Veja aqui uma reprodução das peças publicitárias:


O que há de problemático com os anúncios? De acordo com Daniel Sottomaior, presidente da organização responsável, o que incomoda é o conteúdo. Ele diz que as mensagens foram feitas com o objetivo de conscientizar a população de que o ateísmo pode conviver com outras religiões e não deve ser encarado como uma deficiência moral. “Todos os grupos que sofrem algum tipo de preconceito procuram fazer campanhas educativas para tentar minimizar o problema. Foi o que fizemos”, afirma.

Para o sociólogo americano e estudioso das religiões, Phil Zuckerman, o ateísmo ainda é fonte de muito preconceito. Segundo ele, ateus sofrem até mesmo perseguições. “Mesmo atualmente, em algumas nações, ser ateu é passível de punição com pena de morte. Nos Estados Unidos existe um forte estigma em ser ateu, principalmente no sul, onde a religiosidade é mais forte”, conta. No Brasil, um país de Estado laico, a intolerância pode aparecer nas situações mais improváveis. A professora da UFMG Vera Lucia Menezes de Oliveira e Paiva perdeu um filho de dois anos, atropelado, e uma amiga comentou no velório: "Quem sabe isso não aconteceu para você aprender a ter fé?".

2 comentários:

  1. http://www.youtube.com/watch?v=wvDcTSl8Vuk

    ResponderExcluir
  2. Um dos maiores problemas da religião é o exclusivismo besta.Todas as religiões são humanas, com seus rituais, dogmas e artigos de fé inventados pelo homem. Inventam o que querem e dizem que foi Deus que disse.

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua participação!