21 de ago de 2009

RELIGIOSIDADE POPULAR E PODER NO NORDESTE

O Projeto:

O nosso Mestrado participa do projeto PROCAD 153/2007 (Programa Nacional de Cooperação Acadêmica), que deve se desenvolver de 2008 a 2013 e tem como professores-pesquisadores da equipe da UNICAP: Luiz Carlos Luz Marques, Sérgio Sezino Douets Vasconcelos e Zuleica Dantas. O Objetivo Geral é integrar os Programas de Pós-graduação em Ciências da(s) Religião(ões) da Universidade Metodista de São Paulo - PPGCR-UMESP (Mestrado/Doutorado, nível 6), da Universidade Federal da Paraíba - PPGCR-UFPB (Mestrado, nível 3) e da Universidade Católica de Pernambuco - PPGCR-UNICAP (Mestrado, nível 3), criando as condições objetivas para a implementação de pesquisas conjuntas e publicações dirigidas sobre a temática Religiosidade Popular e Poder no Nordeste Oriental do Brasil: Alteridade e Intolerância.

Este objetivo inclui a integração através do intercâmbio de conteúdos acadêmicos e de oportunidades de pesquisas de campo no Nordeste para docentes e discentes das pós-graduações envolvidas. São Objetivos Específicos: 1. Discutir teoricamente o conceito de religiosidade popular e suas expressões culturais; 2. Realizar um estudo de manifestações de religiosidade popular que possam ser classificadas de messiânicas e/ou milenaristas e suas relações com o chamado Mito do Quinto Império; 3. Identificar a herança inquisitorial nas ações da repressão policial e nos processos judiciais republicanos contra as diferentes manifestações da religiosidade popular nordestina; 4. Compreender as diferentes gramáticas ou conjuntos léxicos que possibilitam os fenômenos híbridos - outrora chamados de sincréticos - afro-brasileiros e seus desdobramentos na religiosidade popular do Nordeste Oriental, como também as construções das identidades de matriz africana, buscando salientar as suas semelhanças, diferenças e especificidades; 5. Buscar os sinais indicativos da presença e influência do Espiritismo kardecista na religiosidade popular de raiz bíblico-católica; 6. Identificar, nas práticas cultuais dos agentes de pastoral qualificados das principais Igrejas cristãs radicadas na Região (bispos, padres, pastores, teólogos, religiosas) as influências e os sinais de permanência da religiosidade popular de seus ambientes de origem, que resistiram aos processos de formação teológica institucional; 7. Elaborar ferramentas teórico-metodológicas para um futuro mapeamento das manifestações religiosas do Nordeste Oriental do Brasil, que possa dialogar com o Inventário Nacional de Referências Culturais (INRC), proposto pelo IPHAN – Ministério da Cultura.

O projeto começou a ser efetivamente colocado em vigor entre setembro e novembro de 2008, quando os recursos alocados para o primeiro ano de funcionamento foram depositados nas contas dos pesquisadores chefes de equipe. Organizou-se então a primeira das missões de ensino, com a vinda ao Recife (de 1º a 3 de dezembro) e a João Pessoa (de 3 a 5 de dezembro) do Prof. Dr. Jung Mo Sung, coordenador do Programa de Pós-graduação em Ciências da Religião da Universidade Metodista de São Paulo - PPGCR-UMESP, como coordenador da equipe líder. Tanto na UNICAP quanto na UFPB o professor Jung participou de reuniões de planejamento, proferiu palestras e, em João Pessoa, ofereceu um mini-curso, organizado pelo Programa de Pós-graduação em Ciências das Religiões da Universidade Federal da Paraíba - PPGCR-UFPB, que contou com a participação também do colegiado e do corpo discente do Programa de Pós-graduação em Ciências da Religião da Universidade Católica de Pernambuco - PPGCR-UNICAP.

Neste segundo semestre de 2009, dentro desse Programa de Cooperação, é a vez da nossa profa. Zuleica Dantas P. Campos partir para a UMESP, onde começa o seu processo de Pós-Doutoramento. Mas já no primeiro semestre tivemos um estudante nosso fazendo intercâmbio por lá...

Um depoimento:

Durante o primeiro semestre deste ano, tive a oportunidade de realizar um intercâmbio acadêmico com a Universidade Metodista de São Paulo, no qual executei algumas atividades curriculares, extracurriculares e culturais. Este intercâmbio foi proporcionado pelo projeto Religiosidade Popular e Poder no Nordeste Oriental do Brasil: Alteridade e Intolerância, do Programa Nacional de Cooperação Acadêmica (PROCAD), financiado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).
Este projeto é composto pelos Programas de Pós-graduação em Ciências da Religião da Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP), da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e da Universidade Metodista de São Paulo (UMESP). Este tem o objetivo de proporcionar uma integração entre estes Programas, através de intercâmbios de docentes e discentes em pesquisas de campo entre estas instituições.
Nesta instituição cursei as disciplinas Religião e Política (ministrada pelo Prof. Dr. Paulo Dario Barrera Rivera) e Gênero e Religião (ministrada pela Profa. Dra. Sandra Duarte de Souza), e participei do Grupo de Estudos de Gênero e Religião – Mandrágora/NETMAL. A minha escolha por estas disciplinas e por este grupo de estudo, deve-se a aproximação destes com o projeto de pesquisa “QUE PENSAM ELLAS?”: As Filhas de Maria, a Boa Imprensa, e a Estruturação da Sociedade Moderna no Recife (1900-1922), que venho desenvolvendo no Programa de Pós-Graduação em Ciências da Religião, da UNICAP.
Durante este intercâmbio também participei de algumas atividades extracurriculares, como o 2º Congresso Mandrágora/NETMAL – Gênero, Feminismo e Religião: questões metodológicas, no qual entrei em contato com algumas correntes teórico-metodológicas acerca da discussão das relações de gênero. Além das atividades curriculares e extracurriculares, realizei algumas atividades culturais, pois visitei alguns museus da cidade de São Paulo, centro de grande produção cultural do país; nestas visitas conheci pessoalmente alguns locais e acervos, que contribuirão para o meu crescimento enquanto pesquisador.
Após esta experiência, acredito que o PROCAD representa bem mais do que uma experiência acadêmica, mas sim, uma experiência de vida, pois durante o mesmo, entrei em contato com alguns professores e estudantes de outros Estados do país, como Rio de Janeiro, Minas Gerais, Brasília, Espírito Santo, Paraná, Paraíba e Pará. Estes contatos me proporcionaram maiores conhecimentos sobre a cultura de outras regiões do país.
Por fim, ressalto a importância do PROCAD, para o crescimento dos Programas de Pós-graduação em Ciências da Religião da UNICAP, UFPB e UMESP, já que o mesmo pretende integrar os três Programas de Pós-graduação em Ciências da Religião envolvidos, criando condições para a implementação de pesquisas e publicações conjuntas relacionada à temática que intitula o referido projeto.

Walter Amaral
Mestrando em Ciências da Religião da UNICAP

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!