6 de dez de 2013

CENAS MUSICAIS DE OUTRAS ÁFRICAS




Neste final de semana Olinda recebe a 11ª edição do Festival Cena Brasil. O evento, que conta com dez atrações, promete agitar o público presente no Fortim do Queijo, com ritmos diversificados. No sábado, 07, as apresentações têm início às 19h e no domingo, às 17h. Entre os artistas que subirão ao palco do Festival este ano, está a Banda Sinfônica do Centro de Educação Musical de Olinda (Cemo); o grupo A Cocada , com a participação do Encontro de Mestres (Dona Selma do Coco, Coco Raízes de Arcoverde, Mestre Arnaldo do Coco de Praia e Mestre Ditinho do Coco Xambá), além do Encontro do Samba, com Jorge Riba, Ely Peroais e Karynna Spinelli (PE). Também marcarão presença as bandas Maktub, Scenes, Combo X, Encontro de Cultura e Vertin Moura, todas pernambucanas, além das visitantes Z’África, de São Paulo, e Vibrações, de Alagoas. Esta última terá a participação especial de George, da Banda N’Zambi (PE).

No sábado, o Festival promove paralelamente uma roda de diálogos que terá como tema: “A influência da África na cultura brasileira – do Hip Hop à cultura popular”. O bate-papo acontece na Biblioteca Pública, localizada na Praça do Carmo, às 14h. Na ocasião serão apresentados vídeos educativos, mostra de arte e break dance. Participam da mesa: Guitinho de Xambá, Fekinho (FK, da banda Etnia), Igor Prazeres (coordenador de negros e negras de Olinda), o grupo paulista de rap Z’África Brasil, George da banda N’Zambi, Amauri Cunha (gerente de cultura afro brasileira da Prefeitura do Recife), Napoleão (rádio Diálogos FM), e Alexandre Marco (banda P.A.R.D.O). Haverá ainda uma Feira Solidária de Economia Criativa, que estará exposta no Fortim do Queijo nos dois dias do evento junto com a Gastronomia de Terreiros, coordenada pelo babalorixá Pai Cleiton. Em pouco mais de uma década, mais de 300 atrações locais, nacionais e internacionais passaram pelo Cena Brasil, que recorre à música para fazer refletir sobre a nossa cultura plural - e as suas crenças - de forte matriz afro. Esta edição ganha ainda mais relevo quando todos fazemos memória e homenageamos um africano do mundo: Nelson Mandela!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!