23 de mai de 2013

CRISTÃOS REZAM COM BAHÁ'IS




Neste ano de 2013, o tema da Semana da Unidade, que acabamos de celebrar, foi a palavra bíblica do profeta Miquéias: “O que Deus exige de nós?”. O próprio texto escolhido responde: “praticar a justiça, a bondade e viver com simplicidade diante de Deus” (Mq 6, 6- 8). Inspirando-se nesse texto, o povo cristão do hemisfério sul do planeta celebrou, entre os dias 12 a 19 de maio a Semana de Oração pela Unidade, que é promovida mundialmente pelo Conselho Pontifício para a Unidade dos Cristãos e pelo Conselho Mundial de Igrejas. Nessa ocasião, católicos romanos, luteranos, anglicanos, presbiterianos, ortodoxos e outras denominações irmãs colocaram-se em oração na busca pela unidade dos seguidores de Jesus.

No Recife, além do incentivo para as preces nas paróquias e congregações, da celebração com o Grupo Ecumênico Alumiar da Universidade Católica de Pernambuco, que se inspira na tradição de Taizé, a Comissão Arquidiocesana de Pastoral para o Ecumenismo e Diálogo Inter-religioso (CODEIR), da Igreja Católica, coordenada pelo frei Tito Medeiros, em conjunto com as religiões presentes no Fórum Diálogos da Diversidade Religiosa, preparou também celebrações na Religião de Deus da LBV e na Fé Bahá'i. Viajamos a trabalho e não pudemos participar de tudo, mas apreciamos o despojamento espiritual e a acolhida calorosa da comunidade Bahá'i (nas fotos acima), com quem rezamos juntos no dia 14 de maio, em sua sede que fica na Rua Pe. Giordano, 165, Boa Viagem, Tel. (81) 3342-7820 / 8446-7562. De repente, a gente descobriu uma mística comum em nossas diferentes histórias: o mesmo respeito, veneração e cuidado pelo mistério da vida!

A Fé Bahá'í é uma religião monoteísta fundada por Bahá'u'lláh, na antiga Pérsia, durante o século XIX, que enfatiza a unidade espiritual da humanidade. Não possui dogmas, clero, nem sacerdócio, mas estima-se que existam cinco a seis milhões de Baha’is espalhados por mais de 200 países. Os ensinamentos Bahá'ís atribuem grande importância ao conceito de unidade das religiões: a história religiosa da humanidade é vista como um processo de desenvolvimento gradual. A Fé Bahá'í ensina a unidade da humanidade, a livre e independente busca da verdade, a eliminação de todas as formas de preconceitos e discriminação, a igualdade de direitos e oportunidades para o homem e a mulher, a harmonia essencial entre a religião, a razão e a ciência. As família Bahá'is do Recife são de imigrantes iranianos, embora quase metade da comunidade já seja composta por brasileiros. Testemunhamos que são gente muito boa!

2 comentários:

  1. Como membro da comunidade bahá'i de Recife agradeço por esta oportunidade de orarmos juntos pela unidade da humanidade (que é o desejo de todo homem justo).

    ResponderExcluir
  2. meu deusim do céu: eu nunca ouvi falar desse povo! e tem também aqui no Recife, né? oxe, eu preciso andar e estudar mais...
    Aparecida.

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua participação!