15 de set de 2012

FELIZ ANO NOVO JUDAICO!




Estamos entrando no ano judaico de 5773. Uma festa que acontece em meio a uma onda de violência, sobretudo no Oriente, insuflada por muçulmanos radicais contra os Estados Unidos, seus aliados ocidentais e principalmente Israel e os judeus. Já ocorreram protestos em 19 países, atingindo embaixadas, escolas e lanchonetes, por causa de um filme americano anti-islã: "A inocência dos muçulmanos", que retrata o profeta Maomé como mulherengo e sanguinário, supostamente inspirado na pregação de extremistas cristãos ortodoxos. Sete pessoas já morreram, inclusive uma que manifestava no Líbano contra a visita do Papa Bento XVI (saiba mais aqui).

Nesse contexto, ganha ainda mais relevo a atitude do rabino More Ventura, de visitar o sheik Al Houssan, do Instituto Futuro, em São Paulo, para convidá-lo pras festividades judaicas e para conversar sobre qual a atitude mais coerente com a fé nessas situações de conflito intercultural (veja no vídeo abaixo). Uma bela ação brasileira de diálogo com o islamismo, quando o mundo parece esquecer que judeus, cristãos e muçulmanos cultivam um mesmo sonho, com sons diferentes: paz, shalom, salamaleico. Seria uma lástima se a primavera árabe se transformasse em um inverno fundamentalista e esses irmãos não conseguissem mais cantar juntos pelos caminhos da tradição abraâmica. Que a religião ajude a nos religar!



Mais no blog:
Judeus têm de sofrer...
Circuncisão não pode...
Aniversário da sinagoga
Judeus no fórum
Caminho judaico
Rock ecumênico
Educação para o diálogo

Um comentário:

  1. A atitude desse judeu foi um presente pra gente, um augúrio concreto de paz, nesses tempos que prenunciam guerra. Shalom! Shaná Tová!
    Ah, Salamaleico também! (E Paz de Cristo!)
    Gilda Maria.

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua participação!