30 de mai de 2012

COMEÇOU A ABHR

foto de Luiz Carlos Marques


Começou ontem na Universidade Federal do Maranhão, em São Luís, o XIII Simpósio Nacional da Associação Brasileira de História das Religiões, que vai até o próximo 1 de junho. Do Recife, estão presentes Zuleica e Luiz Carlos, das Ciências da Religião da UNICAP, Emanuela, Sylvana e Biu Vicente, da UFPE; Paulo Siepierski, da UFRPE, etc. São mais de 870 pessoas inscritas de todo o Brasil, que vão participar de 4 conferências, 10 mesas-redondas e 30 grupos de trabalho. Segundo os colegas presentes, a conferência de abertura, "O que Durkheim tem a ver com os inícios da Igreja Católica no Maranhão?", de Eduardo Hoonaert, foi de "uma originalidade sem par".

O Simpósio está tratando do tema "Religiões, carisma e poder: as formas da vida religiosa no Brasil". Evoca também comemorações importantes, como o Concilio Vaticano II convocado em 1962 pelo Papa João XXIII, que representou uma atualização da Igreja Católica ao mundo moderno, legitimando o papel dos leigos na evangelização e a substituição do latim pela língua vernácula, tornando a Igreja mais próxima do povo e mais atenta aos problemas sociais. Para o campo religioso protestante e evangélico, a comemoração dos 50 anos da realização da Conferência do Nordeste, com o tema "Cristo e o processo revolucionário brasileiro", se reveste de singular importância. O evento reuniu em 1962 na cidade de Recife lideranças religiosas e intelectuais como Gilberto Freire e Celso Furtado, a fim de discutirem os rumos das mudanças estruturais no Brasil. A Confederação Evangélica do Brasil foi a organizadora da Conferência, que possibilitou aos protestantes e evangélicos progressistas a inserção nos debates nacionais, bem como a mobilização em diferentes frentes de ação política e de mobilização popular no período.

Em 2012 também se comemora o centenário da obra clássica de Emile Durkheim, "As Formas Elementares da Vida Religiosa", livro que é um dos marcos fundadores dos estudos de Antropologia da Escola Francesa e das ciências sociais da religião. A reunião da ABHR em São Luís está sendo uma oportunidade para estudar e debater sobre quatrocentos anos de religiões no Maranhão e no Brasil, bem como para revisão dos quadros de análise teórica do fato religioso.

Baixe aqui o Caderno de Resumos e Programação do Simpósio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!