25 de abr de 2012

RELIGIÕES AFRO NA IGREJA UNIVERSAL

Diabo, de Scheffer
Defesa da Dissertação de Mestrado em Ciências da Religião na UNICAP
de Júlio César Tavares Dias

sobre
AS RELIGIÕES AFRO-BRASILEIRAS NO DISCURSO DA IGREJA UNIVERSAL DO REINO DE DEUS: A REINVENÇÃO DO DEMÔNIO

A Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) é a principal representante do neopentecostalismo e apresenta um grande crescimento, aparentando incomodar grupos de cristãos históricos e fazendo franco combate a elementos dos cultos brasileiros de origem africana, já tendo, inclusive, ocorrido invasões de terreiros e perseguição a líderes das religiões afro na Bahia e no Rio de Janeiro. Marcas constantemente apontadas como características dessa igreja é o seu sincretismo e sua belicosidade contra as religiões afro. No combate ao Diabo, a igreja identificou-o com as entidades das religiões de matriz africana. Esta dissertação é fruto de pesquisa realizada sobre tal temática, na Catedral da Fé, no Recife, e da análise de obras evangelísticas da instituição. Nosso objetivo foi investigar a demonização, própria do discurso iurdiano, tecido sobre as religiões afro-brasileiras. Na construção do trabalho foi preciso situar historicamente o desenvolvimento e o surgimento da IURD, bem como do Movimento Pentecostal com o qual ela se relaciona. Na análise linguístico-antropológica que fizemos das obras e dos rituais de exorcismo que presenciamos, ficaram patentes a intolerância e o vilipêndio religioso. Palavras-chave: intolerância religiosa; Igreja Universal do Reino de Deus; religiões afro-brasileiras; demonização.

Dia 4 de maio às 10h
no Anfiteatro do 3º andar do bloco G4

Banca Examinadora:
Leonildo Silveira Campos (UMESP)
Luiz Carlos Luz Marques (UNICAP)
Zuleica Dantas Pereira Campos (Orientadora)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!