15 de ago de 2011

CEMITÉRIO DE 2000 ANOS EM NOSSO CAMPUS

Como terá sido a religiosidade em nossa região na pré-história? Uma oportunidade para pensar sobre o tema é visitando o nosso Museu de Arqueologia. Ainda mais agora: o Museu de Arqueologia da Universidade Católica de Pernambuco vai participar da Primavera Nacional de Museus, uma ação realizada em parceria com o Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM). O evento será gratuito e vai ser realizado no período de 19 a 23 de setembro, nos horários das 8h30 às 11h30 e das 14h às 17h30.

A programação inclui visita guiada no Museu de Arqueologia com a exposição “Um cemitério indígena de 2000 anos”; além de palestra sobre o tema: ” A pré-história de Pernambuco” – no turno da manhã, e palestra sobre o tema: ” Patrimônios Históricos e Culturais do Recife” – no turno da tarde. Para outras informações basta entrar em contato com o Museu de Arqueologia da Católica, pelos números: (81) 2119-4192 ou 2119-4000, ou comparecer à sede do Museu, localizado na Rua do Príncipe, 526 – Bloco G – 1º andar – sala 107 (acesso pela escada ao lado do Banco Itaú).

Quanto à história do cemitério, é que o pessoal do Laboratório de Arqueologia da Unicap trouxe para o nosso campus, das suas pesquisas na Furna do Estrago (Brejo da Madre de Deus), um grupo de 83 esqueletos humanos datados de aproximadamente dois mil anos (além de materiais diversos de ocupações mais antigas, datadas entre três e onze mil anos, constituídos principalmente de restos da microfauna pré-histórica). Os adultos foram sepultados na posição fetal, em decúbito lateral direito ou esquerdo, amarrados com cipós e embrulhados em esteiras de folhas de palmeiras. Quase sempre estavam acompanhados de colares, fabricados de diversas matérias-primas, como ossos e dentes de animais, sementes, amazonita (mineral) e outros. Quem tiver coragem pra ver mais, está convidado para essa "viagem aos começos": toda cultura - e religião - começa quando os humanos se dão conta da morte e passam a cuidar dos seus cadáveres, enfeitando-os com sinais da esperança em uma vida além...

Saiba mais aqui sobre
 a vida espiritual na pré-história nordestina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!