24 de mar de 2011

EXTENSÃO EM TEOLOGIAS AFRO-BRASILEIRAS E INDÍGENAS


As atividades de 2011 do Núcleo de Estudos Afrobrasileiros e Indígenas (Neabi) da Universidade Católica de Pernambuco foram iniciadas na noite desta quinta-feira (24) com uma roda para os orixás, que na língua iorubá é denominada de xirê. Os sacerdotes e sacerdotisas das religiões de matriz africana cantaram para Exu e para diversos outros orixás, como Oxum, Xangô, Iemanjá, Nanã e Oxossi. Estavam presentes o secretário do Comitê Estadual de Promoção da Igualdade Etnicorracial (Cepir), Jorge Arruda, e o coordenador do Neabi, Padre Clóvis Cabral. A cerimônia foi realizada na nova sede do Neabi, na casa onde funcionava a Empresa Júnior da Unicap.

Nesta sexta-feira (25), às 8h30, o Neabi dá início ao curso de Aperfeiçoamento em Teologia para Sacerdotes e Sacerdotisas das Religiões de Matriz Africana, Afrobrasileira e Indígena, que tem como objetivo promover a formação para comunidades tradicionais de terreiros. O curso, que será realizado pela Unicap em parceria com a Funeso, tem o apoio do Governo do Estado, por meio do Cepir, da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos e do Pacto pela Vida.

Luísa Nóbrega - Boletim UNICAP 
O curso pretende oferecer elementos teológicos, filosóficos, hermenêuticos, antropológicos, históricos, interdisciplinares e transdisciplinar, visando reconhecer as atividades e o notório saber do exercício do sacerdócio de babalorixás e yalorixás e aperfeiçoar o conhecimento já adquirido e vivido das lideranças das comunidades tradicionais de terreiros e dos povos indígenas. Dessa forma, os organizadores do curso esperam enfrentar a intolerância religiosa, promover a equidade dos povos, construir as ações afirmativas para os povos de comunidades tradicionais e promover os direitos humanos e o combate ao racismo institucional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!