26 de nov de 2010

VISITA AO TERREIRO DO PAI ADÃO

No próximo sábado, 27, estudantes e professores do Mestrado em Ciências da Religião da UNICAP, guiados pela profa. Zuleica Dantas, visitarão o Terreiro "OBÁ - OGUNTÉ " ou Terreiro de " Pai Adão ". A excursão sai às 9 horas da frente da capela da Universidade, quando serão organizadas as caronas solidárias, e todos estão convidados (favor confirmar presença pelo mail gilbraz@unicap.br). Na volta, vamos nos confraternizar em boteco de mercado, também pra conversar sobre o fenômeno do sincretismo religioso e sobre a força da religiosidade afro-negro-brasileira. 

Esse Terreiro é o mais antigo centro de xangô do Recife. Xangô é a designação genérica do território onde se processam as cerimônias religiosas. É também nome de um orixá ou santo dos raios e trovões, personagem central de vários mitos heróicos yorubanos. É, enfim, o nome da religião afro na região. O Terreiro Obá-Ogunté remonta ao Pai Adão, nascido em 1877 e falecido em 1936, que viajou à Nigéria para se aperfeiçoar nas tradições religiosas. O guia atual é o sr. Manoel do Nascimento Costa.

A casa é consagrada a Iemanjá, uma homenagem dos adeptos à cidade do Recife, ligada à água pelos rios e mar. O Terreiro é um grande polo de elaboração e processamento cultural e, além do fato de possuir uma capela católica no seu interior, o maior destaque é o pé de Troco - gameleira que tem um significado especial no culto aos orixás.

Em preparação para a visita,
baixe este artigo sobre a perseguição ao "catimbó" e 
veja este texto sobre o diálogo entre católicos e xangozeiros.
... 

Veja também aqui uma centena das belas fotografias de Carlos Vieira!

Um comentário:

  1. Queria muito ir, mas no sábado tenho prova as 11h. =( Ainda não conheço o terreiro do Pai Adão. Fica pra próxima.

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua participação!