1 de mai de 2010

CICLO DE DEBATES FOI NOTÍCIA!

RELÍQUIAS DO BUDA NO RECIFE
Por Taiza Brito, no Viva Pernambuco.
.
As relíquias do Princípe Sidarta, que se tornou conhecido por Buda, o Desperto, já estão em Pernambuco, trazidas por guardiões londrinos. A informação foi repassada na quarta (28) por João Vale, coordenador da exposição das Relíquias do Buda no Recife, programada para o próximo dia 7 de maio, a partir 18h, no Museu da Abolição do Recife, situado no bairro da Madalena.

Não apenas os budistas estão sendo convidados, mas também praticantes de todas as tradições espirituais para conhecerem as relíquias, que estarão à disposição do público de 7 a 9 de maio, das 10h às 18h. Mais detalhes sobre a programação podem ser obtidos pelo telefone (81) 9737-1415 ou ligando para o próprio museu: (81) 3228-3248. Em preparação para a exposição, acontece esta semana um Ciclo de Debates Budismo e Diálogos Contemporâneos, numa promoção do Centro de Estudos Budistas Bodisatva (CEBB) e do Mestrado de Ciências da Religião da Unicap.

Quarta-feira (28): O encontro do meio ambiente com a espiritualidade
O debate pretende trazer à tona uma visão integral do ser humano, a partir da investigação de como o desenvolvimento sustentável tem relações com a espiritualidade. Surge a partir da experiência de Thomas Enlazador (permaculturista e fundador do Sítio Agroecológico Bicho do Mato), Gustavo Lima (pesquisador da UFPB no campo de budismo e ecologia) e do também pesquisador Lúcio Flávio (teólogo com pesquisas na área de meio-ambiente e espiritualidade). O evento acontece às 17h, no Espaço Loyola da Universidade Católica de Pernambuco, Rua do Príncipe, 526. Térreo do bloco B.

Quinta-feira: Os caminhos entre a educação e os valores
A educação é uma área onde diferentes métodos e abordagens tentam dar conta da transformação efetiva dos sujeitos envolvidos nas práticas pedagógicas. Mas é possível uma educação para a liberdade? É essa a questão que irá nortear o debate com participação do professor Alexandre Freitas (Programa de Pós-Graduação em Educação da UFPE e NEIMFA), Janise Paiva (dançarina e educadora da Pedagogia Waldorf) e Luiz Libório, do Mestrado de Ciências da Religião da Unicap. O evento é aberto ao público e acontece no Espaço Loyola da Universidade Católica de Pernambuco, Rua do Príncipe, 526, térreo do bloco B, das 17h âs 19h.

Sexta-feira: A cultura de paz como um caminho possível
O professor Sérgio Douets (Mestrado de Ciências da Religião da UNICAP), e o psicanalista e escritor Antonio Guinho irão receber representantes de várias tradições espirituais para conversarem sobre a paz e o diálogo interreligioso. O encontro tem início às 7h40 da manhã com uma meditação silenciosa e, às 8h, se inicia a roda de debates, no Centro Rio Ganges, Rua dos Prazeres, 248, Ilha do Leite (próximo à praça Miguel de Cervantes). Mais informações: joao@cebb.org.br ou (81) 9268-8120.

LAMA DIVULGA ENSINAMENTOS
Os ensinamentos do buda Sidarta Sakyamuni – que deu origem à filosofia budista – e a ligação deles com o mundo atual serão discutidos, às 20h de hoje, na palestra do primeiro lama (mestre budista) ordenado no Brasil, Padma Samten. O encontro acontece no Libertas Socializante, em Casa Amarela, Zona Norte do Recife. Além desse evento, intitulado A visão do buda no mundo contemporâneo, outras palestras, cursos e debates serão realizados ao longo da semana.

O evento está sendo organizado pelo Centro de Estudos Budistas Bodisatva (CEBB) e faz parte da semana que antecede à chegada da exposição internacional Relíquias do Buda. Pela primeira vez no Recife, a mostra será realizada entre 7 e 9 de maio, no Museu da Abolição, no bairro da Madalena. A exposição traz os restos mortais de 32 mestres espirituais budistas das tradições chinesa, indiana e tibetana, incluindo o buda Sakyamuni. “Após a cremação desses mestres, pequenos cristais foram encontrados em suas cinzas”, informa João Vale Neto, responsável pela exposição.

Na palestra do Libertas, o Padma Samten vai propor reflexão sobre a vida de buda e mostrar como os ensinamentos transmitidos por ele podem ser usados na atualidade. “Como estamos num período de várias transformações sociais, a prática do budismo faz com que nós tenhamos a possibilidade de nos transformar. Somos levados a fazer escolhas mais lúcidas, desvinculadas de um automatismo”, comenta uma das coordenadoras do evento Floridalva Cavalcanti.

De amanhã até sexta-feira será a vez do CEBB, com o apoio do Mestrado de Ciências da Religião da Universidade Católica de Pernambuco, realizar um ciclo de debates. Vão ser discutidos temas como meditação, ecologia, educação e diálogo interreligioso, que é um dos destaques da semana. “Convidaremos representantes de todas as religiões para participar da discussão. Os mestres budistas, acima de tudo, defenderam a liberdade religiosa”, comenta João Vale Neto. Informações sobre o evento pelo telefone (81) 9268.8120.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!