10 de fev de 2010

ARTE SACRA EM TRÊS DIMENSÕES


A dica é do nosso ex-estudante (protestante!), Ismael Félix: quem não gosta de carnaval, pode pegar aqui um passaporte virtual para visitar um mosteiro (católico!!!) português. O Mosteiro dos Jerônimos é um testemunho monumental da riqueza dos descobrimentos portugueses. Situa-se em Belém, Lisboa, à entrada do Rio Tejo. Constitui o ponto mais alto da arquitetura manuelina, o mais notável conjunto monástico do século XVI em Portugal e uma das principais igrejas-salão da Europa.

Destacam-se o seu claustro, completo em 1544, e a porta sul, de complexo desenho geométrico, virada para o rio Tejo. Os elementos decorativos são repletos de símbolos da arte da navegação e de esculturas de plantas e animais exóticos. O monumento é considerado patrimônio mundial pela UNESCO, e em 2007 foi eleito como uma das sete maravilhas de Portugal. Programa alternativo pra quem quer fugir da folia!


.
Outra dica de visita tridimensional a um templo religioso pode ser conferida aqui. Foi enviada pelo nosso Decano da UNICAP e egrégio professor de liturgia, Jacques Trudel. Trata-se da Chapelle de la Maison Mère-Mallet, de sua terra natal, o Québec. Em 1850 as irmãs da Caridade, lá no Canadá, começaram essa construção neogótica e audaciosa, planejada por Charles Baillairgé. A última reforma data de 1915 e conserva características originais.

A capela abriga a devoção ao Coração de Jesus e testemunha o espírito católico que marcou o Canadá francófono. Outra “viagem” sugestiva pela arte sacra!

E se você pegou o gosto pela fotografia panorâmica, pode continuar fazendo outras visitas por aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!