30 de jan de 2010

LEMBRANDO O HOLOCAUSTO

.
Em comemoração ao Dia Mundial da Lembrança ao Holocausto, celebrado em 27 de janeiro (dia da libertação dos sobreviventes do campo de concentração de Auschwitz-Birkenau, na Polônia, em 1945), uma série de atividades marcaram a data na capital pernambucana. Foi aberta, desde o último domingo, no Paço da Alfândega, no Bairro do Recife (mais informações pelo telefone 3194.2100), a exposição “Ao Recife o Que o Recife Não Conhece”, que retrata a presença da comunidade judaica em Pernambuco, através de vídeos, objetos litúrgicos, imagens e correspondências. Até amanhã, 31 de janeiro, os interessados poderão conhecer a história judaica na cidade.

Na quarta-feira (27), diversas lideranças políticas, religiosas e sociais encontraram-se na Rua do Bom Jesus, antiga Rua dos Judeus, onde está localizada a Primeira Sinagoga das Américas, a Kahal Zur Israel, fundada no século 17. Houve uma cerimônia religiosa e foram inauguradas duas exposições que ficarão em exibição até março, ambas na Rua do Bom Jesus: “Anne Frank - Uma História para Hoje”, na Galeria Regional Nordeste MinC/BNB, no casarão de número 237, e “Desenhos das Crianças de Terezín”, à mostra na Casa da Fundação Safra, nº191.

As exposições fazem parte do Projeto Paralelos – Todos Somos Humanos, que tem por objetivo sensibilizar as pessoas sobre a cultura da paz e provocar uma reflexão sobre a convivência com as diferenças. A mostra “Anne Frank – Uma História para Hoje”, já passou por vários países e remonta a história da família Frank durante o nazismo, através de fotos e documentos. Já “Desenhos das Crianças de Terezín” expõe os traços de crianças mantidas no Campo de Concentração de Terezín, na antiga Tchecoslováquia, retratando seu imaginário e vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!