3 de nov de 2013

CAMINHADA DOS TERREIROS



Trata-se de um evento político-cultural, mas carregado de muita espiritualidade. A Caminhada, que congrega Terreiros de Xangô, Jurema e Umbanda de Pernambuco, surgiu a partir da discussão do projeto Memorial Águas de Iemanjá, finalmente construído em 2007 na Praia do Pina do Recife, uma referência religiosa para o candomblé pernambucano.

A concentração da Caminhada, neste 4 de novembro, é às 14h no Marco Zero da capital e, durante o percurso, que vai até a Igreja do Carmo (onde foi exposta a cabeça de Zumbi dos Palmares, portanto um lugar muito significativo para toda a comunidade de terreiro), são entoados cantos das religiões afro-pernambucanas e o espaço público é ocupado para afirmação e defesa da cultura negra.

Neste ano, estamos celebrando o aniversário de dez anos em que o presidente da República oficializou a lei 10.639, que trata da inclusão do estudo da história da África e da cultura afro-brasileira no currículo escolar. Apesar da lei e da criação de vários centros de estudos africanos em todo o Brasil, a educação escolar ainda não absorveu a proposta pedagógica: o preconceito contra as religiões de matriz africana é o principal entrave para a abordagem de temas ligados à cultura afro-brasileira. O que fazer? Pra começar, "vem pra rua"!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!