28 de mai de 2013

MÉDICOS ESPÍRITAS EM CONGRESSO




Silvério Pessoa, artista pernambucano que está concluindo o Mestrado em Ciências da Religião na UNICAP, participa em Maceió de importante congresso relacionado à sua espiritualidade, do qual nos envia as seguintes notícias. O Mednesp, com o tema “Os desafios do paradigma médico-espírita no ensino, na pesquisa e na prática clínica”, deve reunir 2 mil profissionais de saúde. Com o objetivo de mostrar os estudos e trabalhos médicos que usam a fé, a oração e a espiritualidade como participantes nos tratamentos e processos de cura, médicos de várias especialidades, de todo Brasil, estão reunidos, de 29 de maio a 1º de junho, no Centro de Convenções de Maceió (AL), para a 9ª edição do Mednesp – Congresso Nacional Médico-Espírita do Brasil.

Os 96 painéis do evento, também abertos ao público geral, abordarão temas que vão do nascimento ao término da vida física, como infância, adolescência e envelhecimento. Também serão discutidos sob a ótica da espiritualidade assuntos como sexualidade, homossexualidade, dependência química, epilepsia, câncer, depressão, obesidade, doenças cardiovasculares e aterosclerótica, morte encefálica e aborto.

O poder da palavra e do pensamento como instrumento de cura, uso da prece, a influência do passe espírita e a experiência no tratamento espiritual realizado nos centros espíritas serão alguns dos demais assuntos que devem ser destaque no evento. “Nos últimos anos, temos observado um aumento nas pesquisas acadêmicas sobre o tema, mostrando impacto positivo na saúde, com melhor qualidade de vida, diminuição das doenças e da gravidade delas, assim como uma melhor recuperação de processos de internação hospitalar e maior sobrevida em pessoas espiritualizadas. Vamos nos reunir para abordar assuntos científicos mais profundos a fim de trabalharmos no desenvolvimento e na implantação do paradigma médico-espírita”, afirma Marlene Nobre, ginecologista e presidente da Associação Médico-Espírita, entidade realizadora do congresso.

“A dimensão espiritual sempre esteve ligada às práticas de saúde, desde o ‘nascimento’ da Medicina ocidental com Hipócrates, que entendia a saúde como equilíbrio entre alma e corpo físico. Houve um afastamento acadêmico, nos últimos 200 anos da história ocidental, que criou um abismo entre Medicina e Espiritualidade. Tal fato parece intransponível, mas vamos mostrar que não é”, defende Marlene.

Segundo o médico cardiologista e intensivista Ricardo José dos Santos, presidente da Associação Médico-Espírita de Alagoas, que está à frente da organização do evento, a expectativa de público para o congresso é de 2 mil participantes. O último evento, que aconteceu em Belo Horizonte (MG), em 2011, contou com a participação de 1,1 mil pessoas. “Pretendemos ampliar o nosso potencial esse ano. Estamos muito felizes por podermos promover neste evento um fórum de debates muito importante para nós, médicos, a fim de trabalharmos na consolidação do novo modelo de saúde que contempla a espiritualidade”, concluiu Santos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!