19 de abr de 2013

NOTÍCIAS DA NORUEGA

Prezados Gilbraz e demais companheiros do Grupo de Pesquisa sobre Diálogo Inter-religioso da UNICAP,

Saudações vikings da terra de santo Olavo!

Desde que terminei o Mestrado, muita coisa tem acontecido: fui nomeado como diretor do centro de formação teológica e secretário nacional de educação do Exército de Salvação. Tal serviço me fez mudar pra São Paulo e implica em várias viagens ao exterior. No momento, estou na Noruega para uma conferência bíblica. Na chegada a Oslo, pareceu-me haver uma grande plantação de algodão (o que mais poderia ser?), mas na verdade era neve. Antes do pouso o piloto informou que, depois de vários meses, o dia seria lindo, temperatura estaria ao redor de 4 graus abaixo de zero. Pensei: “Lindo pra quem? Só se for para os pinguins?”.

De Oslo, fui para a cidade de Trondheim. Aqui visitei a catedral de Santo Olavo, rei da Noruega entre 1015 e 1028 e que converteu o país ao cristianismo. Quem diria que os protestantes, por esse lado de cá, também têm seus santos. Para não perder o costume, aproveitei a oportunidade e acendi um vela “pro santo”.

Ah! Em Trondheim visitei uma rua interessante, na qual, lado a lado, aparecem uma sinagoga judaica, uma igreja batista, uma metodista, uma católica romana e o exército de salvação. Aqui não só os párocos, mas igualmente os fiéis, cumprimentam-se e dão-se muito bem. Coisa de gente civilizada. Fiz também uma visita a um vilarejo interessante, chamado “Inferno” (Hell). A viagem foi tranquila, tanto na ida quanto na volta. O lugar não é nem feio e nem quente. De fato é muito bonito e agradável, e estou certo de que muita gente gostaria de morar no “Inferno”. Mesmo admitindo que quem me levou (e me tirou do Inferno) foi Jesus (nome sugestivo do guia turístico escandinavo). Mas confesso que vi muita gente com outros guias entrando e saindo do “Inferno” sem ser queimada!

Na cidade de Kristiansund encontrei algumas pessoas interessantes. Com uma delas até iniciei um papo a respeito das nossas trindades santíssimas (Pai, Filho e Espírito Santo do lado de cá e Odin, Thor e Frigga, do lado de lá). Mas, se três em Um já é um grande Mistério, imagine seis em Dois? Achei melhor silenciar-me ante esse duplo-sêxtuplo Mistério.

A Conferência Bíblica que estou ministrando está sendo ao redor de “velhas histórias bíblicas que tratam de problemas atuais”: José do Egito (tráfico de pessoas), Rute (solidariedade) e Neemias 13 (reforço de identidades e intolerância religiosa). Os diálogos estão sendo produtivos. Mas, agora preciso parar por aqui. Dentro de alguns instantes, juntamente com outros colegas, devo novamente voltar ao “Inferno”. Espero que o guia seja Jesus... Mas, se não for... Espero que alguém aqui fale norueguês, se não, estaremos fritos. Melhor dizendo, chamuscados!

Abraços. 
Maruilson Souza,
Mestre em Ciências da Religião pela UNICAP.

Mais no blog:

Um comentário:

  1. José Roberto de Vasconcelos21 abril, 2013

    Que bom... Penso que os nossos mestres em ciências da Religião estão se saindo muito bem! Observei que desde quando escutava os comentários do Maruilson Souza, imaginei o quanto ele é competente. Caro mestre, um forte abraço e continui sua jornada.
    José Roberto de Vasconcelos - Mestre em Ciências da Religião - UNICAP
    Natal/RN

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua participação!