27 de mar de 2012

UM PROFETA NO SÃO FRANCISCO

Dom Casaldáliga e Dom Brandão
Defesa da Dissertação de Mestrado em Ciências da Religião na UNICAP
de Isaías Carlos Nascimento Filho

DOM BRANDÃO, O PROFETA DO POVO DE DEUS DO BAIXO SÃO FRANCISCO

Essa dissertação procura registrar traços da ação pastoral do primeiro Bispo da Diocese de Propriá (SE), Dom José Brandão de Castro, no período de outubro de 1960 a dezembro de 1987, acentuando a sua opção preferencial pelos pobres organizados nas Comunidades Eclesiais de Bases (CEB’s), à luz da Teologia da Libertação, e as conseqüências advindas dessa mesma opção. Foi usado o método da CEHILA na construção historiográfica por dois motivos: primeiro, por ser uma atitude cientifica que consiste numa metodologia histórica e, segundo, por ser uma atitude teológica, visto que se trata de uma história de caminhada de fé de um povo excluído que tem seu clamor ouvido pelo seu pastor e, juntos, se organizam num processo de libertação. As pesquisas demonstraram partes do caminho percorrido por Dom José Brandão, desde seu núcleo familiar, sua formação e ministério sacerdotal e episcopal como missionário redentorista, até sua renúncia como Bispo de Propriá. Elas retratam sua sensibilidade para com os pobres de forma evolutiva, saindo progressivamente de uma atitude afetivo-assistencialista para uma atitude afetivo-libertária, coerência crescente que o levou a pagar um preço alto, a renúncia forçada. Os testemunhos revelam que ele deixou um legado de libertação que persiste na memória, nas expressões de fé e nas atitudes de várias comunidades e grupos organizados na região do Baixo São Francisco até os dias atuais. Palavras-chave: Ação Pastoral; Opção pelos Pobres; Libertação.

Dia 3 de abril, às 13h30
Na sala 402 (4º andar) do bloco G4


Banca examinadora:
Luiz Carlos Luz Marques, Presidente
Gilbraz de Souza Aragão (UNICAP)
Emanuela Sousa Ribeiro (UFPE)

Um comentário:

  1. Parabéns a Isaías e a UNICAP. Mesmo sendo sergipano passei a desvendar as qualidades desse homem-profeta: D. BRANDÃO. A leitura do texto que fiz foi impressionante. Uma leveza e forte no conteúdo.
    Soares.

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua participação!