26 de dez de 2011

IGREJA E TECNOCIÊNCIA

XIII Simpósio Internacional IHU: Igreja Cultura e Sociedade
De 02/10/2012 a 05/10/2012
Na Unisinos - São Leopoldo - RS

...
Os desafios e as possibilidades da interlocução fecunda da Igreja com a cultura e a sociedade, caracterizadas por profundas transformações decorrentes da grande revolução que se processa no campo da ciência e da técnica, revelam-se em toda sua profundidade perante as implicações socioculturais do processo de planetarização da digitalização do conhecimento e da conseqüente crise dos fundamentos da ética e do nosso próprio ser-em-comum. Essa revolução profunda e silenciosa vem transformando, num nível de radicalidade até hoje aparentemente desconhecido na história humana, as intenções, atitudes e padrões de conduta que tornaram possível historicamente o surgimento da cultura humana e, portanto, das razões que asseguram a viabilidade das sociedades humanas e do próprio predicado da socialidade.

A sociedade atual, entendida por alguns pensadores como sociedade pós-metafísica, vem transformando profunda e radicalmente não só a idéia de Deus na cultura contemporânea, mas também as condições e possibilidades do discurso e narrativa teológica no contexto hodierno. Essa realidade coloca em questão as possibilidades e também o significado e a relevância do discurso teológico na sociedade em que vivemos na forma como tem se desenvolvido até o presente momento.

Essa reconfiguração dos horizontes de sentido da vida humana na contemporaneidade coloca em questão a capacidade/possibilidade da Igreja ser escutada na sua interlocução com a cultura contemporânea, assim como da atualidade e da pertinência dos discursos, linguagens, signos e símbolos teológico-religiosos e seus significados diante do contexto cultural que marca a sociedade atual.

Destaca-se, nesse sentido, o desafio de analisar criticamente a semântica que ajudaria hoje a instituição eclesial a dialogar com as mulheres e os homens da sociedade contemporânea, no ambiente cultural por ela formado, de forma a possibilitar que a fé cristã possa tornar-se experiência viva em meio às condições e possibilidades do existir humano hodierno e, assim, se constituir como referência de sentido para a vida em sociedade.

Objetivo Geral:
Debater em perspectiva transdisciplinar a semântica do Mistério da Igreja no contexto das novas gramáticas da tecnociência, desenhando possibilidades e perspectivas de interlocução com a nova cultura.

Objetivos Específicos:
• Analisar transdisciplinarmente os discursos, as linguagens, os signos e os símbolos teológico-religiosos e seus significados para a cultura e a sociedade atual;
• Reflitir sobre as várias formas de interlocução da Igreja com a cultura contemporânea;
• Discernir dentre o atual pluralismo semântico vias possíveis para a escritura do Mistério da Igreja que propiciem o diálogo interreligioso e intercultural que são expressos pelos novos sujeitos socioculturais.

Veja aqui a agenda e mais informações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!