15 de nov de 2011

DESDOBRAMENTOS DA FLIPORTO EM OLINDA


Frei Betto troca livro e autógrafo com Valter Avellar,
nosso Mestre em Ciências da Religião. 
A VII Festa Literária Internacional de Pernambuco, Fliporto, encerrou hoje e já deixou saudades em Olinda. Teve Chopra, Pelizzoli, Frei Betto e muito mais na área de religiosidade. Ano que vem, vamos seguir o bom exemplo de Avellar (na foto ao lado) e ocupar esse "porto" com os baús da nossa reflexão. Quem estava viajando, todavia, ainda pode curtir e degustar dois eventos que vão se desdobrar para além da Festa: uma peça de teatro assustadora e um festival gastronômico divino...

Espetáculo Assombrações do Recife Velho:

A Fundação Gilberto Freyre, com apoio da Prefeitura de Olinda, preparou várias ações para a Fliporto de 2011, onde o escritor Gilberto Freyre foi o homenageado. Entre elas, uma curta temporada do espetáculo “Assombrações do Recife Velho”, encenado em um casarão secular da cidade Alta. As histórias vistas são tiradas do livro homônimo de Freyre e apresentadas de uma forma bastante interativa nos jardins e cômodos do casarão. “O que o público verá não são histórias de terror, são os fantasmas que “assombravam“ os recifenses na década de 20, era algo mais romantizado, que viraram lendas e fazem parte da nossa história”, explica o diretor Paulo André Viana, que também faz um papel na peça. Personagens como o Papa-figo, Velho Suassuna e o Boca-de-ouro estão presentes no enredo. Para quem não conseguiu assistir ao espetáculo durante a Fliporto, a temporada se estenderá no período de 18,19, 25 e 26 de novembro e 2 e 3 de dezembro. Os ingressos, R$ 25 para a entrada inteira, poderão ser adquiridos na Fundação Gilberto Freyre ou no local da peça: Ladeira de São Francisco, 95, Carmo, Olinda. Mais informações: 3441.2883

Festival Comida de Santo, Cultura e Gastronomia:

Todas as cidades brasileiras que foram sede da Corte Real Portuguesa trazem uma forte herança da matriz africana, resultante do tráfico de escravos, como é o caso de Olinda e Recife. Essa tradição influenciou nosso povo e, acima de tudo, nossa gastronomia e cultura artística e religiosa. Nesse sentido, com objetivo de aproximar o grande público da cultura negra e promover o turismo étnico em Pernambuco, acontece até o dia 27 deste mês, a 2ª edição do festival gastronômico e cultural Comida de Santo. Sob a curadoria de Leonardo Barbosa e Daniella Gouveia, da Engenho Comunicação & Marketing, e consultoria dos chefs Leandro Ricardo e Carmem Virgínia, do historiador e antropólogo Raul Lody, o Comida de Santo contempla um menu com valor único (R$45), disposto em drink, entrada, prato principal e sobremesa, inspirados em cada casa num Orixá e seus arquétipos – com suas cores, comidas, cantigas, rezas e ambientes. Confira os restaurantes participantes e os seus menus aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!