25 de out de 2011

UM ALIMENTO ESPIRITUAL

Ayahuasca
Por Augusto Pessoa na Revista Continente.

A barra do dia nem bem surgiu no horizonte amazônico e o mestre Sebastião já está na trilha que desaparece mata adentro. Mateiro experiente, o homem caminha com uma postura que revela, ao mesmo tempo, firmeza no caminhar e respeito ao trabalho sagrado que está prestes a fazer. A exemplo de muitos outros caboclos – boa parte deles nordestinos –, Sebastião é integrante de uma das religiões brasileiras que fazem uso do chá ayahuasca em seus rituais e que, de alguns anos para cá, vem sendo estudado pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), na intenção de incluir o seu uso ritualístico na seleta lista de bens imateriais reconhecidos por lei.

Utilizada desde tempos imemoriais pelos índios sul-americanos, a ayahuasca é uma bebida produzida a partir da união de duas plantas nativas da Floresta Amazônica, um cipó conhecido por mariri (Banisteriopsis caapi) e a folha conhecida na linguagem cabocla por chacrona (Psychotria viridis). Juntas, elas formam a base de um rico fenômeno cultural e religioso que transcendeu os limites da floresta, atravessou as fronteiras do país e hoje é reconhecido pelas autoridades brasileiras pelo seu caráter beneficente...

Continue lendo a matéria na edição 130 da Revista Continente,
 que está nas bancas do Recife.

Saiba mais no blog:
Para refletir sobre ayahuasca,
Artigo sobre ayahuasca no Daime.
Saiba mais da religião do Daime aqui no YouTube,
e veja usos terapêuticos da ayahuasca aqui no blog de karina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!