31 de ago de 2011

SACRIFÍCIO E HERMENÊUTICA

Defesa da Dissertação de Mestrado em Ciências da Religião na UNICAP
de Jônatas de Mattos Leal

Le retour de Jephté - Bon Boullogne
Religião, sacrifícios humanos e hermenêutica:
um estudo a partir da história da interpretação do sacrifício da filha de Jefté em Jz 11,29-40

Resumo: Entre os textos bíblicos que mais foram debatidos pelos intérpretes bíblicos está Jz 11,29-40, cuja narrativa descreve o sacrifício da filha de Jefté que de alguma forma foi levado a cabo pelo seu próprio pai. Nas tradições judaica, cristã e contemporânea diferentes olhares incidiram sobre essa perícope. Uma história da exegese tão prolífera como esta implica numa relevante questão acerca natureza do processo hermenêutico: até que ponto fatores ético-religiosos no contexto e ambiente da interpretação influenciam a compreensão de um texto. Essa preocupação está o cerne desta proposta de estudo. A mesma preocupação está presente na obra do filósofo H.G. Gadamer, cuja teoria hermenêutica ressalta a historicidade e finitude do intérprete. Os conceitos gadamerianos de fusão de horizontes, tradição e pré-conceito podem ajudar a elucidar as diferentes percepções sobre essa narrativa tão intrigante ao longo da história da interpretação. Ao mesmo tempo abrem a discussão sobre a teoria hermenêutica adequada para abordar textos religiosos. Neste trabalho isso se dá a partir de uma avaliação da assim chamada “nova hermenêutica”, aqui representada por Gadamer, apontando suas contribuições e limitações. Palavras-chave: hermenêutica, história da interpretação, sacrifício humano.

Dia 8 de setembro, às 15h
No Anfiteatro do 3º andar do bloco G4

Banca examinadora:
Flávio Shmitt (EST)
Cláudio Vianney Malzoni (UNICAP)
João Luiz Correia Júnior (Orientador)

Um comentário:

  1. Tema muito oportuno e sugestivo se considerarmos o contexto dos direitos humanos e as implicações disso resultante.

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua participação!