25 de jun de 2011

FILMES RELIGIOSOS ITALIANOS



INSTITUTO DE CULTURA BRASIL ITÁLIA
Rua Marquês Amorim, 46, Boa Vista, Tel. 3221 4112

Horários dos Filmes: 09h; 12h; 17h; 19h

FILMES RELIGIOSOS NO MÊS DE JULHO

01/07 – Padre Pio
Sinopse: A vida e a obra do padre italiano Francesco Forgione (1887-1968). O filme mostra as etapas da vida desse grande vulto do catolicismo no século XX e sua repercussão no mundo. Sua fé em Jesus Cristo e Nossa Senhora, os estigmas, seus gestos de caridade e de ajuda aos desvalidos e a fundação da Casa do Alívio do Sofrimento, o maior hospital do sul da Itália.

08/07 – Paulo de Tarso
Sinopse: Narra à história de Saulo de Tarso, perseguidor de cristão que se tornou no apóstolo Paulo depois que Jesus lhe apareceu em uma visão. Como um dos primeiros missionários cristãos, Paulo levava uma vida de perigo e aventuras. Ele foi aprisionado, torturado, apedrejado, afundaram seu barco, foi atacado por bandidos e inimigos da fé. Apesar de suas dificuldades intermináveis, ele persistiu em sua luta contra a ignorância e intolerância.

15/07 – Missão Romana
Sinopse: No ano 33 d. C. o grande imperador romano Tiberius está perturbado com estranhos eventos: um terremoto balançou seu reino e o céu escureceu como em um eclipse. Parte da população está aos poucos se rebelando, desobedecendo às leis. Tudo isso por causa de uma lenda que está mexendo com todos: um homem, chamado Jesus de Nazaré, teria ressuscitado. Para desmentir esta notícia, Tiberius convoca seu melhor soldado, Tauro, que acaba de retornar da Germânia.

22/07 – Rita de Cássia
Sinopse: Santa Rita de Cássia (1386-1457) é conhecida pelos católicos como “a Santa das causas impossíveis”. A obra acompanha toda a trajetória de Santa Rita: o casamento na juventude, a morte trágica do esposo e dos filhos, a entrada no convento e sua exemplar vida religiosa.

29/07 – Antônio Guerreiro de Deus
Sinopse: Santo Antônio era um jovem nobre que desfrutava de todos os prazeres e privilégios de sua poderosa família medieval, mas para a surpresa de seus companheiros, um dia decide sair às ruas de sua cidade. Ele estava determinado a obedecer a uma misteriosa voz interior. Enxergando extrema miséria, doenças e crueldade em todo lugar, Antônio foi tomado por uma compaixão sem limites. Seguindo os passos de São Francisco de Assis, ele faz votos de pobreza e castidade para dedicar toda sua vasta cultura, seu brilho, sua educação refinados à defesa dos fracos e oprimidos. Este santo revolucionário ousou desafiar as mais altas esferas da sociedade, o governo e até a Igreja, quando esta era corrupta e explorava o povo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!