30 de mar de 2011

O POBRE E A ESPERANÇA

Defesa da Dissertação de Mestrado em Ciências da Religião na UNICAP
de Jorge Roberto de Araújo Aguiar

Entre a Ordem Legitimadora da Dominação e a Esperança de Libertação: um Estudo sobre o Conceito de Pobre em Jon Sobrino.

Examinamos neste trabalho, o sentido do termo "pobre" na obra de Jon Sobrino. A idéia do pobre como sacramento de Deus vem sendo transmitida por longa tradição. Essa tradição volta no cristianismo profético da Teologia da libertação especialmente em Jon Sobrino. Procuramos inferir subsídios de perspectiva hermenêutica acerca do pobre não mais como uma categoria sociológica, mas, como sacramento. A razão simbólica em Jon Sobrino se caracteriza pela gratuidade, sua luta simbólica tenta mudar as categorias de percepção e apreciação do mundo social, as estruturas cognitivas e de avaliação. A pesquisa no primeiro momento enfoca questões de ordem teórico metodológica da pesquisa. Especificamente a teoria de capital social e de poder simbólico em Pierre Bourdieu, utilizadas para compreender o conteúdo da categoria pobre em Jon Sobrino. Em seguida análise das diversas representações sobre a pobreza na produção de alguns teólogos da libertação na América latina e verificação das transformações semânticas do termo pobre em o Princípio Misericórdia, obra tomada como referência no presente estudo. Palavras-chave: Pobre, Teologia da Libertação, Poder Simbólico, Capital Social.

Dia 6 de abril, às 9h
no Anfiteatro do 3º andar do bloco G 4

Banca examinadora:
Presidente e orientador: Prof. Dr. Drance Elias da Silva (UNICAP)
Examinador externo: Prof. Dr. Alberto da Silva Moreira (PUC – GO)
Examinador interno: Prof. Dr. Sérgio Sezino Douets Vasconcelos (UNICAP)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!