22 de fev de 2010

ASSEMBLEIA CATÓLICA NO RECIFE



A Arquidiocese de Olinda e Recife realizou, na última semana, sua primeira Assembleia Arquidiocesana de Pastoral sob o pastoreio de Dom Fernando Saburido. O evento aconteceu de 18 a 20 de deste mês e reuniu cerca de quatrocentos participantes nas dependências do Centro de Convenções de Pernambuco. Os momentos que antecederam o início da Assembleia foram marcados por grande expectativa, pois se esperava que este acontecimento marcasse os rumos da Igreja de Olinda e Recife com os traços da renovação e da conciliação.

Dom Fernando Saburido presidiu a Celebração Eucarística de abertura da Assembleia tendo como concelebrantes 39 padres e pelo Arcebispo Emérito de Maceió que reside no Recife, Dom Edvaldo Amaral. Centenas de pessoas acompanharam entusiasmados a Celebração e em clima de acolhimento, um dos dois Vigários Gerais da Arquidiocese, Monsenhor Lino Rodrigues, revelou que o evento tinha por objetivo nortear a ação pastoral arquidiocesana. "Estamos aqui para chegar à conclusão de como Jesus agiria nos tempos de hoje. E assim, seremos bons pastores. Lembrando sempre que não há conversão para Deus sem a conversão ao irmão", ressaltou.

A realização desta Assembleia foi planejada durante seis meses, a partir da declaração de Dom Fernando, no dia em que chegou ao Recife, afirmando que: “Tudo será definido em assembleia. Quero convocar todo o Povo de Deus para construir uma Igreja nova. Todos nós temos o mesmo objetivo, construir uma Igreja voltada para o povo, principalmente para as pessoas carentes” concluiu. De fato, tudo ocorreu da maneira como o então recém-chegado Arcebispo desejou. Os debates foram abertos a todos e a opinião de todos foi respeitada.

O assessor convidado para o evento, Pe. Estevão Raschietti, diretor do Centro Cultural Missionário (Brasília), situou os participantes para a importância do tema: “Por causa de tua palavra, lançarei as redes” e, além disso, observadores externos, doutores em teologia, acompanharam os debates fornecendo subsídios para as discussões, dentre os quais estavam os professores: Drance Elias, Degislando Nóbrega e Sérgio Sezino, todos professores do Mestrado em Ciências da Religião da Universidade Católica de Pernambuco.

Inspirados numa idéia de Dom Hélder Câmara que pensou, no final dos anos 70, em agrupar algumas paróquias e formar setores paroquiais, foi apresentado pelo Mons. José Albérico, Vigário Geral da Arquidiocese, o projeto dos vicariatos territoriais e das comissões arquidiocesanas. Este projeto surgiu por causa do intenso crescimento urbano e populacional da Região Metropolitana do Recife e tem, como finalidade, manter sempre perto a Igreja do Povo de Deus, mantendo assim, seu caráter missionário. Territorialmente, a Arquidiocese é composta por 19 municípios, além de Fernando de Noronha.

O projeto dos vicariatos favorece a descentralização administrativa e dá maior autonomia aos setores para trabalharem livremente com o objetivo de promover a missão evangelizadora em todo o território arquidiocesano. Além disso, haverá uma atenção maior para as realidades e características de cada área e pastorais mais personalizadas e menos burocráticas. Os quatro novos vicariatos são: Centro, Norte, Oeste e Sul.

Dom Fernando anunciou também, a criação de dez Comissões Arquidiocesanas de Pastoral e seus respectivos coordenadores:
1. Comissão Arquidiocesana de Pastoral para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada - coordenador Pe. João Carlos Magalhães
2. Comissão Arquidiocesana de Pastoral para o Laicato - coordenador Prof. Gustavo Castro
3. Comissão Arquidiocesana de Pastoral para a Ação Missionária e Cooperação Interclesial - coordenador Pe. Sérgio Pereira da Silva
4. Comissão Arquidiocesana de Pastoral para Animação Bíblico-Catequética - coordenador Frei Evilásio Campelo de Medeiros
5. Comissão Arquidiocesana de Pastoral para a Liturgia - coordenador Pe. Paulo Sérgio Vieira Leite
6. Comissão Arquidiocesana de Pastoral para o Ecumenismo e o Diálogo Inter-Religioso - coordenador Frei Tito Figueroa de Medeiros
7. Comissão Arquidiocesana de Pastoral para o Serviço da Caridade, da Justiça e da Paz - coordenador Pe. Tiaraju Dantas de Araújo
8. Comissão Arquidiocesana de Pastoral para a Cultura, a Educação e a Comunicação Social - coordenador Pe. Luciano José Rodrigues Brito
9. Comissão Arquidiocesana de Pastoral para a Vida e a Família - coordenador Pe. Adriano José das Chagas
10. Comissão Arquidiocesana de Pastoral para a Doutrina da Fé - coordenador Pe. Cícero Ferreira de Paula

No sábado, 20, foram dados os últimos encaminhamentos da assembleia, que foi encerrada com uma Celebração Ecumênica de abertura da Campanha da Fraternidade 2010 que, este ano, aborda o tema: Economia e vida. Foi marcante o sermão do bispo anglicano, Dom Sebastião Armando Gameleira Soares (veja abaixo). Tirado do evangelho de São Mateus, o lema "Vocês não podem servir a Deus e ao diabo" traduz a preocupação comum com "uma economia a serviço da vida", que caminhe para uma "sociedade sem exclusão".

Além da presença dos professores do Mestrado, esta assembleia registrou também a valorosa colaboração dos mestrandos do curso de Ciências da Religião da UNICAP. São eles: Pe. Miguel (Pró-Reitor Comunitário) participando entre o Clero Arquidiocesano, Valdemir França, na assessoria de imprensa, e o Pastor da Igreja Batista Paulo César, que participou da Celebração Ecumênica de lançamento da CF2010.

Valdemir França.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!