22 de jun de 2009

BEATOS, DIVERSIDADE RELIGIOSA, DIÁLOGOS


O Centro de Estudos Superiores de Maceió (Cesmac) realizou seminário sobre Os Beatos e seu Lugar na História Brasileira, dias 18 e 19 últimos, no auditório da Farmácia Escola, localizado na Praça Centenário, bairro do Farol. O mestrado da UNICAP esteve presente, divulgando os nossos estudos e pesquisas, renovando amizades e criando laços acadêmicos: alguns colegas dali, inclusive, poderão fazer pós-graduação conosco no ano que vem. O evento, organizado pelo Núcleo de Projetos de Pesquisa (NPP) do Cesmac, coordenado pela professora Enaura Quixabeira, trouxe para Maceió dois especialistas sobre o tema: o doutor em Teologia, Faustino Teixeira, da Universidade Federal de Juiz de Fora, e a antropóloga Luitgarde Cavalcanti Barros, da Universidade Estadual do Rio de Janeiro.

O presidente do Cesmac, João Sampaio Filho, fez a abertura na tarde do dia 18 e, em seguida, o Coral Cesmac apresentou um concerto junino. Às 19h o professor Faustino Teixeira realizou sua primeira conferência no seminário, sobre A Manifestação do Religioso na História Brasileira: Uma Sociedade “em Desencanto”. As atividades da noite foram encerradas com o coquetel de lançamento do livro Padre Cícero do Juazeiro: da Condenação e Exclusão Eclesial à Reabilitação Histórica, de autoria do Padre Manoel Henrique de Melo Santana, ex-aluno do nosso mestrado. Dia 19, a partir das 9h, a professora Luitgarde Cavalcanti Barros apresentou a conferência sobre Sertão do Nordeste, o Mundo dos Beatos: a "jagunça do meu Padim", como foi chamada a doutora, cativou a todos com sua firmeza humanista. No decorrer do dia os participantes tiveram espaço para debater o tema e apresentar comunicações de pesquisas em torno do mundo dos beatos e do pluralismo religioso brasileiro. Às 19h ocorreu a conferência de encerramento, com o doutor em Teologia Faustino Teixeira, sobre a A Diversidade Religiosa no Brasil e a Necessidade do Diálogo Inter-Religioso. Estavam presentes muitos dos estudantes da especialização em Ciências da Religião, que ajudamos a criar em Maceió.

Parceria com Université Stendhal, o seminário foi o primeiro de uma série de eventos previstos para serem realizados a partir do acordo científico firmado entre o Cesmac e essa universidade francesa. O acordo prevê o intercâmbio entre as comunidades acadêmicas, permitindo que os recursos financeiros disponíveis de cada uma das instituições sejam aplicados organização conjunta de congressos, colóquios, seminários e publicações científicas; na oferta de estágios práticos para estudantes; na oferta de cursos de pós-graduação para pesquisadores e professores e no desenvolvimento de pesquisas e produtos pedagógicos. E as duas instituições já estão elaborando sua primeira pesquisa acadêmica. Trata-se do estudo sobre A Utopia Cristã no Nordeste Brasileiro: A Trajetória do Beato Fransciscano e do Beatismo em Alagoas. O projeto será realizado por uma equipe de pesquisadores brasileiros, coordenados pelo NPP do Cesmac, e por uma equipe de pesquisadores europeus, coordenados pela Stendhal.

De acordo com a coordenadora do NPP, a professora Enaura Quixabeira, o grupo de pesquisadores vai realizar levantamento bibliográfico e fotográfico da trajetória do beato franciscano e das manifestações do beatismo no Estado. A pesquisa tem como ponto de partida visitas a municípios para coleta de dados. A cada mês, os pesquisadores envolvidos se reúnem para fazer análise e tratamento das informações descobertas. Quem tiver interesse, pode se juntar ao grupo e aderir à pesquisa. “Entre as ações programadas no projeto de pesquisa há a realização de uma exposição fotográfica sobre O Imaginário Coletivo da Religiosidade Popular Nordestina que será exposta no Brasil e na França; também está prevista a organização de um evento científico sobre Santos beatos e Conselheiros no Nordeste do Brasil; a promoção de uma missão científica brasileira ao Centre de Recherche de l’Imaginaire, da Universidade de Stendhal e de uma missão científica francesa ao Cesmac”, enumerou Enaura Quixabeira, mencionando que os resultados do levantamento serão publicados em livros e artigos no Brasil e na França, em português e francês. Das terras do Xique-xique para a do Très chic!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!